sábado, 2 de julho de 2011

O amor é paciente - dois

Já deitado, desde aquele dia não conseguia dormir direito, a cama estava grande demais, quanto mais os dias iam passando, a saudade ia aumentando e o tamanho da cama parecia crescer na mesma proporção. Pressionou fortemente o chaveiro que voltava para sua mão e acabou indo para o mundo dos sonhos.
07h10min da manhã de segunda-feira.
Seus olhos se abriram involuntariamente, mesmo querendo que aquilo não acontecesse. Sentiu um cheiro de café pronto que vinha da cozinha, e ao mesmo tempo seus ouvidos notaram que o rádio estava ligado. Havia alguém em casa, era ela, é isso, ela voltou.
- Porque havia dois pratos com uma sopa empapada na mesa, em?
Grande merda de esperança que nunca morre, era a mamãe. Ela entrou no quarto gritando e puxando o coberto, fazendo com que o corpo do Oscar ficasse ainda mais gelado.
- Eu não acredito que esta casa ainda está assim. Tem fotos delas, de vocês, por toda parte lá na sala, tudo em pares na cozinha, e sabe qual a melhor? A escova de dente! Aquilo, merda - disse pisando em um brinco -, aquilo tudo vai pro lixo.
A mãe dele ainda não o havia visto depois do ocorrido, morava em outra cidade e o porteiro deixou-a subir. Oscar não queria levantar, não queria levantar, três vezes para deixar bem claro, não queria levantar, porém Dona Dete estava fazendo a limpa e ele não podia deixar isso acontecer. Pensou de imediato na caixa, correu até a sala e lá estava ela, intacta.
- Nem pense em mexer nisso aqui mãe, disse com o dedo na direção do objeto.
O bilhete! Em dois segundos chegou ao banheiro, e nada, chegou tarde. O furacão de limpeza de lembranças já havia passado por lá.
- Onde a senhora jogou aquele bilhete?
- Não me lembro.
- Diga!
- Já disse que não me lembro.
- Diga mamãe, agora!
A velha senhora, percebendo o nervosismo do rapaz, se sentiu horrível, mesmo se quisesse devolver, e ela naquele momento queria devolver, não poderia, havia virado cinzas.
- O que?!
- Eu sinto muito.
- Sentir muito, nesse caso, não é o bastante.
Oscar colocou o chaveiro no seu maço de chaves, tomou alguns goles de café forte e pegou algumas das cartas na caixa de madeira, colocou-as em sua pasta e foi trabalhar. Hoje ele ira sair mais cedo, agora teria uma coisa a fazer.

                                                                                              deia.s

46 comentários:

  1. Ainda bem que as lembranças mais importantes estão do lado de dentro, e estas ninguém apaga nem joga fora.

    Que foto lindo a do perfil! então é esse o autor de tanta inspiração em ti é?! rsrs

    Beijo amadinha!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Ah sam, me deixou vermelha rs :$

    ResponderExcluir
  4. Muito bom minha pequena... Own, tem peixes aqui!!! Adoro peixes!!! *___*

    ResponderExcluir
  5. Boa noite, fiquei curiosa e vou seguir para saber no que vai dar essa historia, mas hoje venho aqui te pedir um favor, pode ser? Então...voce pode me fazer um favor? Entre no meu http://meumodosuavedeescrever.blogspot.com, la voce clika num selinho "TROVADOR LIRICO", vais entrar no blog.OSTRA DA POESIA, tem uma porta marrom, que abre e fecha, entre nela e veras meu poema: O poeta...seus rabiscos...agora, va no final da pagina e envie uma mensagem votando no meu poema, pronto! Obrigada e sempre estarei a te visitar...BJIN em seu coração!

    ResponderExcluir
  6. É ande mto tempo afastada estava com saudade de escrever e principalmente ler os blogs esse conto entao sensacional meus parabéns

    E obrigado pela visita la no meu blog
    Bom fds e vou voltar rsrs

    ResponderExcluir
  7. aadorei, curiosa. o que ele fará? hein, hein? hsuhua
    adorei tua footo tb, ficou mt mt mt linda

    ResponderExcluir
  8. É incrível como pessoas gostam de dor. Alguns não entendem, mas a dor faz parte de uma construção personalística de cada um. Dor é importante. Nem que seja pra funcionar como paradigma pra uma posterior felicidade.
    Bom texto, esperarei a continuação.
    Obrigado pelo comentário no ébrio.
    Fernando Franco.

    ResponderExcluir
  9. rss concordo com a Sam, adorei a foto tbm =P e o texto ta mt massa (y' Bjus.

    ResponderExcluir
  10. O que será que Oscar vai fazer? Aguardo a terceira parte. Beijo grande Deia, *-*.

    ResponderExcluir
  11. A terceira parte já está pronta! \õ/

    ResponderExcluir
  12. retribuindo a visita! Déia porque não escreves um livro de contos. vc tem talento! bjão e uma linda semana pra ti!

    ResponderExcluir
  13. Deia linda já peguei o selinho, muito obrigada, já postei!

    ResponderExcluir
  14. Adorei o jeito que escreveu esta história.

    ResponderExcluir
  15. Estou adorando o conto, Deia!

    ResponderExcluir
  16. O amor, é paciente, o amor não é egoísta, o amor é benigno, não se irrita, não suspeita mal, não é invejoso ..

    eu amei o seu post ♥
    beijos Déeeia


    altmaistres.blogspot.com

    (:

    ResponderExcluir
  17. Muito boa a história, estou aguardando o fim.

    ResponderExcluir
  18. Te sigo daqui :)

    Passa por lá www.medicinepractises.blogspot.com

    Se puder retribuir, ficarei grata!

    Beijo!

    Nathacha Phatcholly

    ResponderExcluir
  19. Muito obrigada pela passagem pelo meu blog e pela simpatia doce! seguindo***

    ResponderExcluir
  20. AAAH, fiquei curiosa xD
    aguardando a continuação.
    Bjus ;*

    ResponderExcluir
  21. Seguindo o seu Blog.
    Acompanhando o texto.

    ResponderExcluir
  22. Olá! Visitei seu blog, muito inspirador! Aproveito para deixar o meu: http://blogcognicao.blogspot.com/

    Abraços!

    ResponderExcluir
  23. ahhhh, ele...
    o amor.


    =)

    bjs, querida.

    ResponderExcluir
  24. Nem preciso mais falar que sou apaixonada por suas palavras! Voce escreve perfeitamnete beeeeeeeeem *------*

    ResponderExcluir
  25. Muito bom o seu Blog linda, to seguindo de volta *-*

    ResponderExcluir
  26. Não importa o que é o mundo...
    O importante são seus sonhos!
    Não importa o que você é...
    O importante é o que você quer ser.
    Não importa aonde você está...
    Importa para aonde você quer ir.
    Não importa o porquê...
    O que importa é o querer.
    Não importa suas mágoas...
    O que importa são suas alegrias.
    Não importa o que já passou.. O passado?
    Guarde na sua lembrança.
    Nunca pense em julgar.
    Não veja, apenas olhe.
    Não escute, apenas ouça.
    Não toque, apenas sinta.
    Acredite naquilo que você quiser.
    E não adianta você sonhar...
    Se você não lutar.
    O mundo é um espelho.
    Não seja só o seu reflexo.
    Só acreditando em um futuro.
    Você conseguirá a Paz..
    Para alcançar seus sonhos.
    Afinal o que importa?
    VOCÊ importa!
    Acredite em VOCÊ!
    Eu acredito...
    Tenha uma linda noite, e uma exelente Quarta-feira bjos de uma amiga :)

    ResponderExcluir
  27. Florzinha linda da Sam, indiquei vc e teu blog pra uma brincadeira de respostas, tá lá na minha página de Selinhos e Mimos: http://solparaluzirodia.blogspot.com/p/selinhos_17.html

    Quando puder passa lá... e sinta-se a vontade se não pude aceitar, visse..

    Beijão, amadinha!

    ResponderExcluir
  28. Que ansiedade em saber o que tanto ele tem a fazer depois do trabalho. ain. rs

    O importante é que as lembranças boas vividas ficar guardadas em um lugar que não se queima, a não ser de tanto amor. =)

    Beijos de curiosidade. rs

    ResponderExcluir
  29. é nessas horas que eu fico na dúvida: esquecer esses amores ou esperar por eles?
    terrível empasse =S

    ResponderExcluir
  30. Deia,

    Texto mais que lindo !
    Sempre me supreendo aqui ...
    :)

    Obrigada pelo selinho , adorei !
    Vou postar com todo carinho.


    Bjo e uma Tarde de Alegrias.

    ResponderExcluir
  31. Ficando cada vez melhor, parabéns.
    Vou ler a terceira parte. (:

    ResponderExcluir

"Venha quando quiser: – Tem espaço na casa e no coração."