terça-feira, 10 de maio de 2011

Entre duas ou mais personagens

1: De onde ela vem?
2: Como?
1: A dor.
2: O que tem ela?
1: De onde ela vem?
2: Sei lá... Mas eu caí de bicicleta uma vez.
1: E daí?
2: E daí que doeu.
1: Então a dor vêm quando a gente cai?
2: Acho que sim. Meu joelho doeu alguns dias.
1: E depois?
2: Depois de um tempo melhorou, e foi doendo cada vez menos.
1: Foi o tempo que acabou com a dor?
2: Deve ter sido, só que eu fiz minha parte. Quer ver?
1: Ver o que?
2: A cicatriz. Ou você pensou que não ficaria nenhuma marca?
Silêncio


                                               deia.s

56 comentários:

  1. Me identifiquei profundamente... A dor passa mas a gente nunca esquece!
    Vou estar sempre aqui ;)

    ResponderExcluir
  2. Puxa! Você explicou a dor duma maneira tão simples, mas exata, Deia! É mesmo isso. A gente cai, se machuca, vai prosseguindo, e a cicatriz sempre fica!

    beeeeeeeeeijos

    ResponderExcluir
  3. ual Déia, este foi o melhor!
    A dor sempre deixa sua marca, não é? ): Temos que aprender a conviver com ela.

    ResponderExcluir
  4. Adoro esses diálogos, Déia!

    e cicatrizes só não se formam em que já morreu... estamos vivos e temos o tempo a nosso favor.. \o/

    Beijo, amadinha!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Ah, nem me fale de dor... Queimo quase todos os dias minhas mãos .-. (amélia que era mulher de verdade) e eu só sinto dor por sua causa! Pq vc não esta aqui para mexer no fogão cmg, fazer macarrão do frei-frei comigo, pra... ah, deixa =/
    Prefiro ficar iludida que não sinto dor e iludida que não sinto saudade de vc ;@
    te amo, minha chuchu

    ResponderExcluir
  7. aaaaaah adorei *-* sabe qi eu adoro oq tu escreve neh? *-*

    ResponderExcluir
  8. aaaaaaaaa Lindo demais Déia, simples, rápido e intenso.

    ResponderExcluir
  9. Oiiiii

    Como vai?

    Tem facebook???


    Se tiver, manda..hehe

    Beijoss

    ResponderExcluir
  10. Cicatrizes lembram as dores do passado e assim continuamos olhando pra frente.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. então será que quando deixamos que o tempo actue no nosso coração, a dor passa? Mesmo deixando uma marca para o resto da vida? *-*

    ResponderExcluir
  12. Déia... Há cicatrizes que jamais deixam de doer...


    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  13. as cicatrizes... sempre presentes... para reforçar q agora somos mais fortes.... mais capazes... mas não menos vulneráveis a outras dores... ter cicatrizes não nos faz de aço... mas isso nos torna humanos... t+

    ResponderExcluir
  14. Uma dor nunca deixa ser esquecida ( por mais que as coisas mudem e o tempo passe,né?)

    Um beijoooooooooo,flor!Saudade daqui :)

    ResponderExcluir
  15. Uau, que texto lindo.
    Totalmente correto.
    Todas as coisas que machucam, que dói , deixam marcas e não é a toa. Serve para nos lembrar de não repetir os mesmos erros ou não tentar ' cair ' novamente.
    Passa?
    http://jooymartins.blogspot.com/
    Beijoos

    ResponderExcluir
  16. Sempre nos encantando coms seus belíssimos posts!
    sem palavras!

    ResponderExcluir
  17. Lindo mesmo!
    E totalmente verdadeiro...
    ahh postei sobre make para morenas...

    http://rebucomcafe.blogspot.com

    beijinhos

    ResponderExcluir
  18. Cicatrizes servem pra nos lembrar que a dor um dia vai passar, só temos que ser fortes e saber esperar. Lindo, lindo mesmo .. beijo *-*

    ResponderExcluir
  19. Marcas sentimentais são como feridas reais. Quando não deixam marcas, deixam lembranças. Isso quando não deixam as duas.

    Atualizei meu blog, dê uma passadinha por lá.

    beijos

    ResponderExcluir
  20. OIE!

    Seu blog como sempre está lindo!
    ADOREI esse texto q vc escreveu...simplesmente LINDO!!!

    Bom fds!

    BEIJOS

    PS - Saudade de vc no meu blog...

    ResponderExcluir
  21. a pior sensações do mundo e as que deixam as piores sicatizes.
    Lindoo Post
    BJim;*

    ResponderExcluir
  22. Um ótimo fim de semana para você!!!
    Bjs
    Borboleta

    ResponderExcluir
  23. Oie , tem um selinho no meu blog pra você :D
    Da uma passada lá e me diz o que achou? *-*
    http://jooymartins.blogspot.com/
    Beijoos

    ResponderExcluir
  24. e doi quando chove, em dias frios, e quando bate sem querer...

    ResponderExcluir
  25. Ah, Deia..
    ficou lindo esse diálogo rs.
    Pura verdade o que comentou no meu texto outro dia, são ótimos para ler e escrever (:
    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  26. Seu blog é muito bom por isso vim até o seu espaço e gostei muito do que li por aqui. Tenho um blog Tb gosto d++ de poemas. E estou te seguindo se VC puder da uma passada La no meu blog. VAI SER UM PRAZER SE PUDER ME SEGUIR...Bejs . Déia.........
    Esse é o link do meu blog
    http://wwwdeiablog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. É não dá pra esquecer tudo não...
    Vim aqui dá uma espiadinha... vai la no nosso blog tbm!

    http://uaimeu10.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. Que textinho lindo, Deia
    Essa ambiguidade que ficou no ar está perfeita!

    ResponderExcluir
  29. Que lindo!
    Passando para lhe desejar um bom final de semana querida!
    Beijos meus
    Te sigo agora!

    ResponderExcluir
  30. Obrigada meninas. :)
    Meu amor, amo-te!

    ResponderExcluir
  31. adorei tudo, mas o titulo me fascinou.
    bjus

    ResponderExcluir
  32. Não poderia ter usado uma metáfora melhor que essa para explicar o sentido da dor. Forte no ínicio, se esvaindo aos pouquinhos porém deixa sua marca, pra sempre. Bjs

    ResponderExcluir
  33. Ouwn *-*
    Que graça,
    que lindo :D

    ResponderExcluir
  34. ehhhh
    o tempo é parceiro mesmo e ele sempre vem como justificativa... quanto à marca, às vezes ela se torna motivo de sorrisos depois.

    =)

    bjsmeus


    lindo diálogo, querida.
    doce.

    ResponderExcluir
  35. Texto lindo.. !
    e ameii o selo mel bem!
    cultivar é criar laços, e laços tambem sao formas de abraço!
    Otima semana :**

    ResponderExcluir
  36. Você lida tão bem com as palavras. Parabéns! Continue a escrever, sempre. Palavras confortantes. Sentimentos que só assim, podemos reparar, está no mundo e não na gente.

    Linda :*

    ResponderExcluir
  37. Li a maioria dos teus textos! Criativos, leves, cotidianos, deliciosos! Parabéns. Mas um parabéns e um sincero agradecimento por este em especial, que muito meu confortou na noite de ontem.

    ResponderExcluir
  38. Que bom saber disso!
    Obrigada. :)

    ResponderExcluir
  39. Passa lá no meu blog, tem um selo pra ti lá.
    Excelente quarta pra ti!

    ResponderExcluir
  40. O tempo ameniza a dor, mas deixa a marca.
    Parabéns escritora, boa sorte!

    ResponderExcluir

"Venha quando quiser: – Tem espaço na casa e no coração."