domingo, 6 de março de 2011

Lapso sentimental

Não queria que minha mãe escutasse, mais meu quarto grande como ele era e sem muitos móveis, faziam o som ecoar e sair porta a fora quebrando pela sala e invadindo extrondantemente o quarto dela. O zak estava deitado comigo em cima do meu lençol de jujubas. Os soluços se misturavam com o choro e ficavam cada vez mais altos. Minha mão esquerda estava em baixo do travesseiro, então com a direita peguei o zak e o empurrei com força sobre meu rosto, em vão. Levantei da cama rumo a janela para abrí-la na tentativa de diminuir o eco do choro, quando estava em pé a frente dela, ouvi:
- Quer um copo de agua com açúcar?
- Acho que um pouco de leite quente seria bom. (Respondi)
Passei as mãos sobre minhas bochechas rosadas, lhe dei um sorriso opaco e voltei para minha posição inicial. Meu medo era da minha mãe querer conversar e saber o que aconteceu. Não estava afim de conversar, nem agora, nem hora alguma.
- Aqui está, beba e vá dormir.
- O que? Nada de perguntas? Nem interrogatório? Nem ao menos um daqueles conselhos de mãe? - Bom isso foi apenas o que eu queria ter dito, mas o que tive forças pra falar foi apenas - Obrigada, mãe!
Me recostei na cabeceira da cama, abracei o zak e virei todo o copo de leite. Deitei. Antes que o choro que tanto demorou para ser controlado voltasse, adormeci.


                                          deia.s

30 comentários:

  1. Tratei de me preocupar em deixar esse pequeno :). rs

    ResponderExcluir
  2. muito lindo o texto, as vezes o silêncio é o que realmenye nos ajuda ^^

    ResponderExcluir
  3. ameiii o texto.. é uma história?
    tem continuação?

    bjos lindos pra ti florzinha

    ResponderExcluir
  4. A amizade desenvolve a felicidade e reduz o sofrimento, duplicando a nossa alegria e dividindo a nossa dor.

    Teadoro amiga conta comigo para o que precisar.

    ResponderExcluir
  5. Lindo aqui, suave!

    "cheguei aqui e acalma o coração"

    Lindo, parabéns querida pela beleza de blog!
    Seguindo,se der da uma passada no meu!Te espero la!
    Beijos =*

    ResponderExcluir
  6. Se fosse a minha mãe já estava a afzer um interrogatorio sem fim...

    Também gosto de não ter interrogatorio depois de chorar..
    O texto está magnifico*

    ResponderExcluir
  7. Oooi querida! sei muito bem como é chorar abraçada a um urso de pelúcia tendo entregue pela mãe um copo de leite quente! rs. É reconfortante, embora não diminua quase nada a dor da gente! Lindo aqui, lindo mesmo! Beijoss

    ResponderExcluir
  8. Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
    Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
    Amigo a gente sente!

    Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
    Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
    Amigo a gente entende!

    Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
    Porque amigo sofre e chora.
    Amigo não tem hora pra consolar!

    Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
    Porque amigo é a direção.
    Amigo é a base quando falta o chão!

    Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
    Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
    Ter amigos é a melhor cumplicidade!

    ResponderExcluir
  9. Seu blog é perfeito... estou seguindo você

    http://jessicahiorrana.blogspot.com

    passa lá

    bjo!

    ResponderExcluir
  10. OLÁ
    ADOREI SEU BLOG E ESTOU SEGUINDO.
    ME SEGUE DE VOLTA?
    WWW.AMORIMORTALL.BLOGSPOT.COM
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  11. Lindo texto, seu blog e maravilhoso.

    parabéns pelo seu dia:
    e se puder da uma olhadinha:
    http://freesante.blogspot.com/2011/03/mulher.html

    ResponderExcluir
  12. Venho retribuir sua visita. Seu lugar é tão cheio de sentimentos bons de ler!

    Um beijo na alma.

    ResponderExcluir
  13. Tem um selo pra você no meu blog. :D

    ResponderExcluir
  14. às vezes também me surpreendo quando determinadas cenas como essas acontecem. Por tem momentos que precisamos apenas ficar sozinhas, apenas isso.

    ResponderExcluir
  15. Mas por que chorava tanto essa menina????

    Bjo!

    ResponderExcluir
  16. Costumo dizer que as mães sempre fazem o melhor para gente, sempre nos surpreende. Esse foi um exemplo.
    Mas por que choravas?

    ResponderExcluir
  17. mães sempre amaveis, lindo texto porem triste.

    aah feliz dia da mulher *-*

    ResponderExcluir
  18. oi bom dia gostaria de dizer que seu blog é fantástico parabéns, estou te seguindo se quiser pode me seguir caso goste do meu blog bjs...

    http://lamoremiopersempre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Primeira vez que eu passo por aqui e amei seu blog! Ganhou mais leitora! Passa lá pelo meu (tornaquemtues.blogspot.com) e vê se gosta... Parabéns! Abraço, Claudia

    ResponderExcluir
  20. sempre inevitavelmente ótimo...

    gosto muito.....

    http://gislenenoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Lindo texto
    Lindo blog.
    Faço questão de te seguir xD
    Beijos
    ....................
    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir
  22. gostei muito desse Blog, textos muito interessantes,
    passarei sempre por aqui pra acompanhar as postagens e atualizaçoes, ;)

    voce esta de Parabens pelo Blog :)

    Att,
    sawuelbruno™

    http://sawuelbruno.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. O leite q a mãe preparou era com tanto amor e carinho que as lagrimas secaram!
    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Lindo... Como eu amo esse blog!
    Tem e-mail para contato? Estou com um projeto novo e eu adoraria te-la nele.

    Obrigado.

    ResponderExcluir

"Venha quando quiser: – Tem espaço na casa e no coração."