quarta-feira, 13 de abril de 2011

Águas-Vivas

Deixa eu lhes apresentar meu mundo, nele eu tenho uma cama branca com lençóis sempre brancos - um dia tentei fazer com que o trocassem por lençóis vermelhos, mas não adiantou -, tenho uma janela, nem grande nem pequena, com grades e uma cortina, também branca, uma cômoda com alguns papéis e o Muli, o Muli é um gato que está comigo a algum tempo, ele insiste em me deixar, mas sempre volta, creio eu que sente fome.
Sinto tanta falta do Erly, ele me deixou aqui dizendo que viria me ver e que eu ficaria bem logo. Nunca estive mal - ao menos creio que nunca estive mal -, mas o Erly jamais acreditou nisso, nem em nada que eu dizia.
Tenho medo que ele tenha encontrado outra pessoa, de vez em nunca ele ainda vem me ver. Traz flores. Chocolates. Uns livros e os papéis, aqueles que estão na cômoda. Gosto de escrever, e o Erly sabe disso.
- Laura, hora da balinha.
- Deixe ai, depois eu pego.
A enfermeira insistia em me dizer que os calmantes que ela me davam era balinhas, nunca gostei de contrariar, quero ficar bem logo para voltar pro Erly, pra minha casa. Pra minha vida.
Às vezes eu sinto um vazio, sabe? Como se faltasse alguma coisa em mim. Acho que sinto falta de tudo, sinto falta até mesmo das lágrimas que deixei pra trás.
- Laura, tem visita.
- Quem é dessa vez?
- Quem mais seria, Laura? - Uma voz grossa entrou na conversa.
- Meu bem.
Eu o abracei como se fizesse anos luz que não aparecia, mas na verdade ele veio ontem. Veio ontem. Veio hoje. Alguma coisa não está certa.
- Tenho uma ótima notícia pra você querida.
- Uma ótima notícia só seria a minha volta pra casa.
- E o que mais você acha que é?
Não acreditei no que ele disse, eu sairia dali. Daquele quarto branco. Acabaria aquele negócio de balinhas. Voltaria pra casa. Voltaria pra minha vida.
- O médico me disse que você está melhor.
- Que bom Erly.
- Disse também que você parou com aquela história de conversar com as águas-vivas do teto.
- Sim, acho que as balinhas me fazem bem. - Sorri.
Na verdade eu nunca engoli aqueles remédios, em baixo do colchão havia vários deles. Parei de tomar quando começaram a me dar dores de cabeça.
- Então.. Vamos pra casa?
- Já estava na hora. Meu amor, pode ir arrumando os papéis, eu já vou me trocar.
O Erly saiu - foi arrumar a papelada - e eu fiquei me trocando e arrumando minha roupa. Peguei a mala e o Muli pelos braços, abri a porta do quarto e ouvi:
- Vamos meu amor?
- Sim querido.
Agora tudo voltará ao normal. Olhei ligeiramente para o teto e sussurrei: Até nunca mais, águas-vivas!

                                                                                      deia.s

36 comentários:

  1. Espero que continue assim, ao normal, como você diz. *-*

    ResponderExcluir
  2. uma imaginação e uma criatividade tão puras vc tem Déia...

    adoro ler o que vc escreve....

    Um beijo, menina querida!

    ResponderExcluir
  3. Incrível, como todos os outros, Déia!
    Parabéns!
    Adoro estar por aqui!

    ResponderExcluir
  4. Pura Criatividade... adorei

    http://vanessasenabraga.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Que lindo amiga,amo seu cantinho me traz alegria te amoooooo muito bjokas;

    ResponderExcluir
  6. Sua criatividade é incrivel Deia. Muito bom

    ResponderExcluir
  7. Oi flor ... retribuindo a visita estou aqui, e nossa... adorei seu blog! Quanta criatividade, você escreve muito bem!
    Já estou seguindo...

    até mais..
    beijos, Rosana.

    ResponderExcluir
  8. Ri com o final , adooooooooooorei demais o texto , volto sempre , beijo :*

    ResponderExcluir
  9. Caderno de poesias

    Caderno de poesias
    é um belo lugar.
    Tantas coisas lindas
    que eu gostaria de falar.
    Eu falo em forma de versos
    para todos poderem escutar.
    Agora você já sabe
    por que os poetas passam os dias
    escrevendo em seus cadernos de poesias.

    ResponderExcluir
  10. A Amizade é a doce canção da vida,é a poesia da eternidade;
    O amigo é a outra metade da gente
    O lado claro e melhor,
    Sempre que encontramos um amigo,
    encontramos um pouco mais de nós mesmos;
    O amigo revela, desvenda, conforta
    É uma porta sempre aberta
    em qualquer situação.
    O amigo na hora certa, é o Sol ao meio dia,
    estrela na escuridão;
    O amigo é bússola e rota no oceano,
    porto seguro da tripulação,
    O amigo é o milagre do calor humano,
    que Deus opera no coração.
    Amizade doce canção da vida

    Um grande beijo tenha um lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Esse realmente me despertou bastante atenção. Parabéns! :*

    ResponderExcluir
  12. Primeiro obrigada pelo recado lá no blog, seja sempre muito bem vinda por lá!
    Adorei seu blog e tb estou te seguindo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Lindo, cativante e incrivelmente simples. :D
    Adorei, Deia!
    E obrigada pelos selos, é uma honra recebe-los de você!

    ResponderExcluir
  14. HAHAHAH a partes das águas vivas foi mt bom.
    Obrigada pela visita e já estou te seguindo.
    Me segue tbm? http://jooymartins.blogspot.com/
    beeeeijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Deia...
    Vim te desejar um ótimo fim de semana!
    Que ele seja muito alegre e q vc dê muitas risadas!!
    Bjs
    Borboleta

    ResponderExcluir
  16. Seu Blog é tão fofo *--* eu peguei um texto seu aqui (: fique tranquila que irei colocar os créditos.

    beeijos

    ResponderExcluir
  17. Oi coração fazendo um tour ,Passei por aqui ;)
    Ótimo findi !
    Beijos Meus !

    ResponderExcluir
  18. Seguindo...Parabéns pelo blog! Muito bom...

    Bjos :)

    PS: maisalgumasdeamor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Eu fiquei com gostinho de queiro mais, fiquei esperando para ver se continuava. Com certeza você prende a atenção do leitor! Parabéns!

    Estou seguindo seu blog e sempre voltarei. Segue o meu também?

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. criatividade 37843784346786476, muito show amor. Depois você tem coragem de dizer que eu sou criativo hein ? Ps: eu te amo ♥

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem ? ;')

    bom só to passando pra avisa mesmo, que eu já coloquei no meu blog, o especial do caio, como prometido, quando quizer dar uma passada lá ...

    Um Beijo.

    ResponderExcluir
  22. Amora que texto lindoo...
    você "botou pocando",
    super legal, me senti vivenciando essa situação, nossa. PArabéns gatíssima ♥

    ResponderExcluir
  23. Que texto fofo :*

    http://desordemedesinteresse.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Oii teu blog é muito bom parabéns!!

    Tem um selinho pra vc no meu blog http://bibijs.blogspot.com/2011/04/oii-galera-esse-selinho-e-proprio-do.html espero que goste :D

    ResponderExcluir
  25. Lindo..Muita criativo
    As águas-vivas sentirão saudades moça.

    ResponderExcluir
  26. obrigada pelo sorriso que vc me deu no final desse texto...^^

    ResponderExcluir

"Venha quando quiser: – Tem espaço na casa e no coração."